quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

A polémica

Nos ultimos dias a blogosfera foi invadida de posts acerca do quê ou do quanto é que determinados blogues ganham com cada post e da publicidade camuflada que fazem. E as opiniões dividem-se entre os que acham que essa publicidade não devia ser mencionada e os que acham que esse ponto até devia ser logo esclarecido.
Eu enquanto gaja que tem uma opinião sobre tudo e mais alguma coisa resolvi partilhar aqui aquilo que eu acho.
Em primeiro lugar acho normalissimo existirem parcerias entre bloguers e marcas, acho normalissimo que marcas enviem produtos aos blogues de maior visibilidade para que estes também os divulguem, pena tenho eu que não me enviem a mim também.
Porém creio que não nos podemos esquecer daquilo que a maioria dos leitores de um blogue espera dele, esperamos que seja um espaço livre onde quem o escreve regista as suas opiniões sem qualquer tipo de viés onde fala bem quando efectivamente o pensa, porque foi por isso que a sua opinião ganhou credibilidade. Porque meus amores se é só para dizer maravilhas de tudo podemos antes ler a publicidade numa revista, aí pelo menos a intenção está explicita, e a modelo sempre inspira um pouco mais.
Eu não sou contra a publicidade ou as contrapartidas nos blogues, mas acho que era simpático e até bem mais transparente colocar no post que os produtos foram enviados pela marca, não custa nada e que lê agradece.
Eu enquanto leitora também tenho o dever de perceber algumas dessas situações, quando por exemplo uma miuda que ainda estuda passa a vida a postar items de maquilhagem ou skincare de marcas de topo, o mais provável é que os receba uma vez que salvo algumas exepções, dificilmente terá poder aquisitivo para adquirir tanta coisa. Porque também diga-se de passagem que já não se aguenta tanta especialista em make up, styling, ou tendências do alto do seu vasto conhecimento adquirido num intervalo da Escola Secundária.
Ainda assim o nascimento desta nova profissão "bloguer" veio de certa forma desvirtuar o conceito do espaço livre e despretencioso que era um blogue, e provavelmente chegará o dia em que quando andarmos à procura de opiniões acerca de um determinado produto, já não vamos considerar as opiniões publicadas na blogosfera pois não percebemos se é opinião enquanto consumidora ou a opinião enquanto bloguer que tem contrapartidas. Cabe a estes blogues de grande visibilidade começar a dar o exemplo.

4 comentários:

L' Amoureuse disse...

Concordo plenamente e subscrevo.... mas infelizmente acho que vai acontecer, aqui, o mesmo que aconteceu no Brasil.
Vai ter de ser uma entidade reguladora a obrigar à identificação destes post como sendo pagos, ou com a identificar as ofertas que recebem como ofertas com fim publicitário, é que não me parece que muitas bloguers queiram informar os leitores que as supostas dicas de amiga, afinal não são dicas. É que aí acaba de uma vez toda a magia.
Bjs

Miss S disse...

E se calhar é mesmo melhor que assim seja, pelo menos torna-se tudo mais claro. A melhor que li por aí foi "ah e tal que isto é um espaço positivo e o que não é bom para mim poderá ser para outros" é que se é para ler isto prefiro uma Elle ou uma Vogue, ao menos a fotografia é melhor.

Anónimo disse...

"à procura"... para quem quer ser blogger o mínimo é saber acentuar as palavras...

Miss S disse...

Caro anónimo, é verdade que tenho expressa dificuldade em acentuar as palavras, e caso não tenha reparado em pontuar também.
Creio que talvez se prenda com o facto (ohh ela também não respeita o acordo ortográfico) de não pretender ser ser uma efectiva bloguer daquelas que faz posts todos os dias e tal, ou talvez com o facto da minha formação não ter tanto a ver com estas coisas.
Gostava de saber fazer melhor? Sim, gostava muito.
Pero es lo que hay
Permita-me que lhe sugira a consulta de algumas tertúlias literárias, assim não corre o risco de ver acentuação trocada.